Rotinas...

By 10:00 PM



Como detesto gente de mal com a vida que acham que o mundo todo é culpado por suas frustrações.

Eu e meu marido nos mudamos pro nosso novo apê a pouco mais de 2 meses. Adoramos o nosso cantinho, principalmente o silêncio que nos rodeia (tínhamos medo de que morar em prédio fosse resultar em noites em claro por conta do barulho dos vizinhos e outros fatores externos), mas claro, como nada é perfeito, fomos obrigados a engolir um porteiro pra lá de folgado que de fato odeia o que faz e quer descontar em quem não tem culpa, ou seja: nos novatos.

Desde o início, algo já me dizia que o cara não era muito boa coisa, com aquele andar meio gingando, o olhar debochado e irritado, a primeira impressão foi bem aquilo de "meu santo não bateu com o dele"...not at all. Mas, até aí, ele lá e eu cá. Só que não. Já vinhamos notando uma certa implicância da parte dele desde o início, nada muito grave, só ameacinhas por estarmos fazendo algo errado, todos sabem que somos novos no pedaço e ainda estamos aprendendo as regras mas ele, sempre nos ameaçava, enfatizando inclusive o valor da multa que pagaríamos pela "infração" e hoje, aguardávamos as visitas das nossas famílias pra um almoço de domingo, e quando interfonei pra pedir a liberação da entrada do segundo carro de visitante, o infeliz, com um tom totalmente grosseiro, diz que só é permitido uma vaga de visitante por apartamento, o relembrei de já nos terem liberado a entrada de 2 carros antes e o rapaz, não contente e ainda mais rude, disse que não podia e me perguntou se não havia lido o contrato, claro que nessa hora eu já me imaginei do outro lado da linha enchendo a cara dele de tapas. O pior foi o carro da visita chegar, ficar esperando um tempão na entrada do prédio e o porteiro sequer aparecer pra avisá-los que não poderiam entrar. Após isso, claro que houve uma grande discussão, e a parte mais deliciosa foi quando envolvemos o síndico, que disse ao porteiro lindamente: "Não tem nada disso não, se há vaga disponível, pode parar até 30 carros por apartamento se quiser" - momento orgasmos triplos. A minha vontade era de gritar um "CHUPA" pro cidadão. E claro que o fiz...internamente.

Mas o que me deixa mais enraivecida é pensar que o cara faz tudo por pirraça, bem aquela coisa de "Não quero estar aqui, então sou uma criança birrenta e trato a todos vcs mal", como se o tivéssemos obrigado a ser porteiro. Eu sei que as vezes não gostamos do que fazemos, é claro que até eu tenho momentos em que gostaria de sumir da face da terra, mas eu também sei que ninguém, com exceção de mim mesma, tem culpa disso. Jamais trataria alguém mal por estar infeliz com as minhas escolhas ou com a vida que tenho. É muito comum vermos por aí pessoas assim, que nos atendem mal, até xingam as vezes, só porque não estão onde gostariam e acham que agindo assim, conseguirão algo. Espero que algum dia todas essas pessoas enxerguem que o primeiro passo pra uma vida melhor, está dentro delas mesmas. Acho mais fácil o mundo acabar antes de isso acontecer mas, sejamos positivos, afinal, o ano acabou de começar :)

You Might Also Like

0 comments