Energies...

By 10:09 PM

Estava aqui reparando em quantos posts eu tenho escritos e não postados (mais de 10), eu e minha incansável mania de nunca terminar nada que começo. E claro, há grandes chances desse post também se unir aos outros.

A páscoa tem sido um fracasso pra minha "dieta", e como prova da existência de Murphy, todo mundo resolveu ficar super caridoso esse ano e me dar vários ovos de 1kg. Com tanto chocolate, auto controle acabou sendo uma palavra deletada do meu vocabulário, então se houvesse uma cota diária pra consumo de cacau, eu definitivamente ultrapassei o limite do SÉCULO. E não pensem que estou exagerando, porque não estou, a coisa está feia mesmo. Mas, estou torcendo pra que tudo isso volte logo ao normal, já pedi pro marido se livrar de todos os chocolates da casa, caso contrário, estarei beirando a casa dos 3 dígitos muito em breve. Vai de reto.

Semana passada foi bem complicada, acho que nunca passei por tanto estresse em um período tão curto de tempo, parecia efeito dominó, um problema após o outro, ininterruptamente. Haviam momentos em que eu me sentava, erguia os braços e falava "Qual é? Tá me gozando?", mas claro que a resposta não tardou e mais merda foi atirada ao ventilador mas, eu só mentalizava que após as tempestades, costumam haver as bonanças, então, estou no aguardo. A sorte é que houve um feriado prolongado, que passou como um relâmpago mas, ajudou a espairecer e a recarregar as baterias. Nesses últimos dias, conclui que está cada vez mais difícil seguir carreira em determinadas profissões. Lidar com o público por exemplo, está se tornando impossível devido as "metamorfoses" que as pessoas veem sofrendo no decorrer dos anos. Antigamente, as pessoas eram muito mais maleáveis, compreensivas e até mesmo inteligentes. Hoje, as pessoas (há exceções, óbvio) se tornaram manipuladoras, mesquinhas, egoístas e burras, muito burras. E isso dificulta a convivência, principalmente em situações em que o "cliente" está totalmente errado e não enxerga e vc, como "empresa" tem que engolir um monte de baboseiras, porque qualquer palavra mal colocada, poderá te render contratos e contratos. É um saco, pra não dizer outra coisa. O pior é quando chega a um ponto que uma meia dúzia te faz questionar a existência do amor pelo que vc faz.

Apesar do estresse e dos kgs extras, aproveitei o feriado da maneira que as finanças permitiram. Passeei por um dia na praia, fui ao teatro assistir "Toc Toc" (peça magnifica) e lamentei o fato de não termos tantos teatros no ABC, seria ótimo se esse tipo de entretenimento se expandisse mas, com o avanço da tecnologia e da preguiça do ser humano em usar o cérebro, acho pouco provável haver o aumento do apreço por teatros ou qualquer outra coisa que não exija o uso de um celular ou tablet. É uma pena.

E o aprendizado da última semana foi definitivamente sobre energias. É incrível como as coisas simplesmente param quando estamos negativos. Um pensamento ruim atrai outro e quando vc vê, está em um looping infinito, tudo começa a desandar e vc as vezes atribui a culpa a milhares de coisas/pessoas e não para pra pensar que o culpado as vezes é vc, que deixou que um problema te consumisse e trouxesse vários outros de uma só vez. Só pra exemplificar melhor, vi uma matéria em um site (não sei quão verdadeira é) sobre um rapaz que encheu 3 potes com arroz e os cobriu com água. Pra cada pote, ele adotava uma postura diferente, para o primeiro, ele desejava "bom dia", para o segundo, proferia um sonoro "Te odeio" e o terceiro, era simplesmente ignorado. Após um tempo, o arroz que ouvia "bom dia" diariamente, se fermentou e passou a exalar um aroma agradável. O que ouvia "Te odeio", ficou todo preto, e o pote ignorado, ficou tomado por bolor. Como disse, não sei nada sobre a veracidade da experiência mas, é no mínimo curiosa e interessante. E nós, provavelmente somos iguais.

Então, o exercício pra nova semana que se inícia é: trabalhe mais sua energia positiva, não há nada tão ruim que não possa piorar. :)


You Might Also Like

0 comments