Happy new year

By 8:23 AM

Meu fim de ano começou como uma montanha russa. Idênticas aquelas que começam vagarosamente e te dão a falsa idéia de que todo o percurso será tranqüilo, sem muitas emoções, mas então, antes que vc se dê conta, ela despenca de uma altura de 70 metros a uma velocidade de 120 km/h, vc se vê agarrando a barra de segurança com força e tentando soltar o grito sufocado que a pouco surgiu em sua goela. Mas, depois de pouco mais de um minuto de agonia, ela finalmente para. Suas mãos afrouxam lentamente da barra, vc sente o ar preencher seus pulmões e escuta as batidas do seu coração diminuírem pouco a pouco. Ao levantar do carrinho, suas pernas estarão para lá de trêmulas, mas é só uma questão de tempo até que elas recuperem seu estado normal.


Depois do turbilhão de emoções, meu fim de ano acabou sendo mais do que perfeito. É tão bom vc estar com uma pessoa que é parecida com vc e que consegue te entender. Tudo bem que o calor estava absurdo e insuportável, e que as pessoas na praia eram tão feias que dava dó de olhar, mas eu nem ligava. Acordar olhando pra ele todos os dias superava qualquer temperatura. A pior parte é o depois, vc se acostuma tanto a ficar junto de alguém, que sente um vazio te consumir depois que ela vai embora. A cama gelada e grande, tomar café sozinho na mesa, não poder fazer piadas "sujas" porque as pessoas te acharão louca, assistir televisão sem aquele carinho gostoso. Life sucks!

E na volta, fui premiada com uma série de dores e infecções. É incrível como tudo resolve aparecer de uma vez em mim. Chuta que é macumba! Fiquei dois dias de cama, comendo o suficiente pra ficar de pé, mas hoje finalmente acordei melhor, antes eu sentia nojo só de pensar em comida e agora parece que fui possuída por um leão faminto que quer devorar tudo o que vê pela frente. Isso deve ser um bom sinal, né?

Bom, encerro o post desejando um feliz ano novo pra todos, espero que tenham se divertido a beça.

You Might Also Like

1 comments