Bla bla bla

By 8:58 PM

Eu diria que tive uma semana de escolhas. Percebi que cheguei em um ponto da minha vida em que terei que escolher entre dois caminhos. Em um deles eu estaria assinando um atestado de "submissão familiar" pra sempre e com isso viveria infeliz e no outro, eu basicamente teria que aprender a me virar sozinha e a provar o gosto amargo da vida. Eu acho que assim como todo o ser humano, eu também temo mudanças, principalmente por ter o costume de viver do mesmo jeito durante praticamente vinte e sete anos. Mas acho que sempre chega aquela hora em que temos que aprender a voar com as nossas próprias asas e não com a dos outros, right?

Essa semana também fui pega completamente de surpresa por uma gripe irritante. Eu mal conseguia andar na sexta-feira por causa da febre altíssima. Mas como tem males que vem pra bem, foi por causa da gripe que eu pude relembrar o quanto é bom ter alguém que te acolhe e opte por correr o risco de ficar doente apenas pra poder cuidar de vc. Vc pode tomar quantos remédios quiser, mas garanto que nenhum terá o mesmo efeito do que ouvir um "Vem, vou te colocar na cama" e após ser coberta, ganhar um beijo com efeito "quase-morfina" de boa noite. Não há nada mais gostoso do que um olhar preocupado e do que um carinho dado com a intenção de abrandar a dor.
Eu admito que fico meio insuportável quando estou doente, minha mãe prefere me atribuir o rótulo de dramática. Mas em minha defesa, tenho que dizer que é involuntário, é algo que faço sem perceber, quando dou por mim, já estou usando uma voz manipuladora ou então fazendo cara de choro. Quem convive comigo há anos, se irrita profundamente com isso, já outras pessoas tendem a ser mais pacientes. Não sei porque sou assim. Não sei se é parte da minha personalidade ou se é apenas algo lá no fundo que se aproveita da situação pra que eu consiga ser o centro das atenções. Who knows?

Além disso tudo, também fui assistir ao filme "O último exorcismo" ontem. Após ter visto o trailer há algumas semanas, esperava um filme tenebroso, que me faria passar noites em claro - como o Atividade Paranormal. E admito que o filme até teve umas ceninhas fortes, mas a impressão que tive é que eles não sabiam o que fazer depois de um determinado tempo, então começaram a colocar coisas meio aleatórias e entediantes, o que acabou estragando o filme. Acho que eles tinham tudo pra fazer um filme melhor do que o famoso "O Exorcista", mas faltou uma mente insana e cheia de criatividade ali. O que pareceu na realidade, é que o roteirista juntou fragmentos de vários filmes de horror e tentou fazer algo em cima deles. Aliás, virou moda agora os filmes de terror serem em estilo documentário?

Enfim, domingo está quase acabando e eu ainda estou doente, já é meu terceiro dia de cama e com febre. Mas amanhã irei ao médico se continuar do mesmo jeito. Nada como uma injeção bem dolorida pra resolver o problema.

Boa semana pra todos, see ya'll.

You Might Also Like

3 comments