Mentes insanas

By 12:33 PM

Às vezes fico tentando entender como nossas mentes funcionam. Porque algumas pessoas tem mais medo, porque outras são mais desleixadas, menos inteligentes e por aí vai?

Por exemplo, eu sempre fui uma pessoa extremamente sensível, não apenas aquele sensível que chora ao ver um filme triste ou ao terminar com o namorado.
Eu sou daquelas pessoas que sofrem junto dos filmes polêmicos - como em "A outra história americana" - é como se eu me teleportasse pra dentro do filme e sentisse tudo que os protagonistas sentem, e o mesmo acontece com telejornais e afins. Houve uma época em que eu era ainda mais propensa a essas sensações, tanto que, optei por ser mais seletiva com o que assistia na televisão ou com o que via na internet, simplesmente porque eu sabia a consequência que teria posteriormente.

Mas agora pensem em uma pessoa curiosa, agora pensem novamente mas dessa vez, elevado a potência 1000. Essa sou eu. E isso torna toda a situação engraçada, pois há um conflito entre o medo e a ansia de querer saber a real história por trás de "mistérios" espalhados por aí.
E há aqueles momentos em que a curiosidade sobrepõe-se ao medo e quando dou por mim, estou num site científico lendo sobre o fim do mundo ou então vendo um filme sobre o mesmo assunto, mas é durante a leitura ou uma sessão de cinema, que o medo desperta bem lá no fundo. E com ele, surge aquele nó no estômago, que sobe vagarosamente pelo esôfago e finalmente para na goela, dando aquela sensação de sufocamento. Eu tento afrouxar ainda mais o elástico da camiseta, ou beber um copo d'agua na tentativa de "fazer descer" o que quer que esteja entalado ali, mas tudo é em vão, simplesmente porque o tal nó na realidade não existe, ele nada mais é do que uma batalha que nosso lado são trava com o lado insano no instante em que nos colocamos perante situações desconfortáveis. Mas a pergunta que fica é, porque isso acontece? Como pode um mero órgão exercer tanto poder sobre nós?

Em relação a fobias, já ouvi várias explicações. Uma delas, foi durante um curso de hipnose que fiz há alguns anos. O palestrante disse que as pessoas normalmente têm fobias de insetos, animais, tempestades e etc. por já terem sofrido um trauma com os mesmos em algum momento de suas vidas atuais ou em vidas passadas (alguns hipnólogos acreditam em reencarnação) e uma maneira de livrarmo-nos dele é descobrindo a causa - por isso a hipnose. É interessante, apesar de parecer charlatanismo. No mesmo curso, fui selecionada pra uma sessão de hipnose, que não deu certo. Segundo os "instrutores", a falta de credibilidade prejudica na eficácia da sessão. Bla bla bla, né?

Enfim, o motivo do post sem nexo, é porque assisti ao filme Presságio ontem. Depois do desgaste psicólogico, fiquei pensando no assunto. Claro que meus pensamentos não me levaram a lugar algum, só consegui um circulo vicioso em minha cabeça.
Mas na minha opinião, as pessoas que criam filmes assim, deveriam ser as últimas a morrerem em um fim de mundo.

Agora chega de tanta loucura. Tenham um bom dia.

You Might Also Like

2 comments