Controlando a minha maluquez

By 10:27 AM

Apesar de uma pessoa medrosa, eu sempre tive o sonho de morar sozinha. De acordar de manhã, colocar o shortinho jeans e aquela camiseta velha com o logo da faculdade que só uso em casa e dar um pulinho na padaria do japônes na esquina só pra comprar pão de queijo e bolo de cenoura com cobertura de chocolate. E depois voltar pra casa, sentar na frente do meu notebook, colocar uma música e me deliciar com uma xícara de café com leite enquanto dou risada com as coisas que minha amiga escreve ou preparo as aulas dos meus alunos. Aproveitar aquele silêncio gostoso da manhã enquanto o sol invade a sala pelas frestas da persiana e reluz no vidro da mesa.

Eu sempre fui meio individualista e solitária. Não que eu não goste de pessoas e de estar perto delas, mas adoro aquele momento em que eu possa ficar sozinha comigo mesma, sem ter os meus pensamentos interrompidos por alguém que entra em um cômodo gritando ou reclamando ou que ligue a televisão em um volume insuportavelmente alto que te obriga a ouvir mais uma vez aquela mesma notícia que já está batida.

Por muitas vezes eu achei que fosse anormal, vejo tanta gente que adora barulho, muvucas e eu nunca fui assim, sempre fiz o que pude pra me manter longe disso tudo. Mas hoje não me importo mais, anormal ou não, ficar sozinha as vezes é o que me deixa feliz, é como se essa fosse a única forma de colocar a minha cabeça no lugar e renovar as energias.

You Might Also Like

2 comments