I'm a weirdo...

By 9:38 PM


É incrível o que um filme de terror pode fazer com a nossa cabeça. Quem me conhece bem, sabe o quanto eu sou uma medrosa-corajosa, meramente porque eu morro de medo de espíritos e quaisquer assuntos que os envolvam, mas mesmo ciente disso, não deixo de assistir os mais aterrorizantes filmes de terror lançados, diga-se de passagem.

No último domingo, convenci o namorado a assistir ao "Exorcismo de Emily Rose", e mesmo já tendo visto o filme antes, fiquei me borrando durante as 2 horas do longa. E o mais engraçado foi o que aconteceu depois disso.

Quem já viu o filme, sabe que os personagens envolvidos na trama acordam todas as madrugadas, precisamente as 3 da manhã e nesse mesmo período, algo de estranho sempre ocorre. Portas abrem sozinhas, odores estranhos e etc. E o problema do horário é rotulado no filme como "a hora do capeta".

Ontem, fui dormir por volta das 22:30 da noite após um dia relativamente cansativo, eu, cagona que sou, só consigo dormir se houver alguma luz que ilumine parcialmente o meu quarto. Então, acordei no meio da noite, meu quarto estava completamente escuro, a porta fechada e eu, que não enxergava absolutamente anda, senti um nó se formando na minha garganta, um nó também conhecido por "cagaço". Rapidamente, me levantei, segui em direção ao banheiro e acendi uma das luzes que sempre uso como abajur quando vou dormir. Depois da tarefa ardua, voltei para o quarto e deitei, logo após me cobrir, pensei "que horas serão?" e quando peguei o relógio, meu coração veio na boca ao ver "3:03" no visor. Claro que automaticamente lembrei do filme, das coisas estranhas, da hora do capeta e um monte de outras bobagens que esses filmes plantam nas cabeças de pessoas como eu. E então, só consegui dormir depois de uma meia hora e de ter ligado a televisão pra quebrar o silêncio.

Sim, eu sou cheia de coisas estranhas. Em uma outra noite, acordei também por volta das 3 da madrugada, e sem motivo algum, pergunto ao meu namorado "A janela está aberta?" e ele, sonolento e provavelmente pensando "WHAT.THE.FUCK?", responde: "Sim, porque?" e eu, ainda sem motivo aparente, continuo "Está tão quieto lá fora" e mesmo no escuro, eu pude ver a cara do meu namorado de "São 3 da manhã, sua retardada, o que vc queria?!", mas, paciente como é, ele responde algo como "Está com medo?" e eu, que já deveria ter desistido da pauta mais insana do ano, insisti,  dizendo "Não, só está silencioso, não tem aquele barulho da noite", nessa hora, meu namorado, que já devia estar imaginando como seria me sufocar com o travesseiro, desistiu da conversa e reembarcou para o mundo de Nárnia e eu, razoavelmente frustrada, tentei voltar a dormir.

É por essas e outras que encerro o post com a minha música, deveras.






"But I'm a creep, 
I'm a weirdo.
What the hell am I doing here? 
I don't belong here..."

You Might Also Like

0 comments