What is family?

By 3:52 PM

Hoje fiquei pensando na palavra família, quem podemos realmente considerar parte de nossa família? Seriam aquelas pessoas que possuem o nosso sangue, mas que vemos esporadicamente em festas de aniversário no decorrer do ano? Ou seriam aquelas pessoas que nos viram a cara quando precisamos, que nos passam a perna na primeira oportunidade que tem, ou entao que ficam séculos sem nos ver e quando surge uma oportunidade, nos coloca em último na lista de prioridades?

Na minha concepção, família não consiste de laços sanguíneos, eu não considero família pessoas que nunca estão lá por mim, que criam guerras contínuas por dinheiro ou que fingem interesse em sua vida afetiva sempre que todos se reúnem para aquele jantar horrível no fim do ano.
Família pra mim, são pessoas que estão sempre ao meu lado e que não necessariamente tenham o mesmo sangue que o meu. São pessoas que me veem fazer planos e chorar quando os mesmos dão errados, que me veem rir quando algo dá certo e que te ajudam mesmo quando suas vidas estão aos cacos.
Família é aquela pessoa que quer abrir um negócio com vc, porque sabe que vc é confiável, que te liga aos prantos só pra te pedir um conselho ou que te atende às 6 horas da manhã só pra ouvir a maior história do ano e que mesmo sonolenta ao cubo, grita e ri com vc.

Conheço a Sandra há cerca de uns 6 anos, e hoje a considero mais do que simplesmente uma amiga com quem saio em uma sexta à noite pra comer pipoca com manteiga e assistir a um filme. Ela é a pessoa em quem mais confio nesse mundo, a quem posso dizer absolutamente tudo sem ter medo do que ela pensará ou dirá. Pra mim, a opinião dela importa mais do que a de qualquer outra pessoa. Às vezes escrevo um texto no blog e espero pelo comentário dela ansiosamente, pois é o que ela vai dizer que fará sentido pra mim, de uma forma ou de outra. Não somos ligadas pelo sangue, ao menos não nessa vida, mas eu posso dizer que ela é parte da minha família. Se ao nascer, pudéssemos escolher quem queríamos como familiares, ela de certo seria minha mãe, minha irmã e até mesmo minha filha em alguns momentos.

Então, não acho que devemos nos importar com o tio que mora longe, ou com um pai que nunca vemos e que nos desdenha, porque o que realmente faz a diferença, são essas pessoas que estão sempre ali e às vezes nem nos damos conta.

You Might Also Like

2 comments