O picolé

By 11:34 AM


Hoje li um post no blog de uma pessoa super querida que me fez lembrar de um conselho dado por minha mãe há um tempo atrás.

Eu passava por uma fase ruim, e eu ali diante de uma encruzilhada, não sabia qual caminho seguir. O meu lado racional me indicava uma nova estrada para dar inicio a uma nova jornada, porém, o lado emocional, me dizia para pegar aquela mesma rota de sempre, e como uma pessoa sempre apaixonada e entregue aos sentimentos, eu dei ouvidos a minha emoção e optei por continuar no meu caminho e não desviar dele.

E nesse dia de tantos questionamentos, minha mãe, notando que eu estava completamente ausente mentalmente, sentou-se comigo e disse: "Filha, relacionamentos são como picolés, nós escolhemos aquele que aparentemente é o ideal para nós, no sabor, na textura, na aparência, mas as vezes, enquanto os comemos, nos dá aquela sensação de 'poxa, não era bem o que esperava ou queria', mas a realidade é que vc já o comprou, vc está ali na metade dele, não seria certo jogá-lo fora e desperdiçá-lo, então, aproveite-o até o fim, permita-se saborear cada gota do seu picolé até que ele acabe, e então, quando ele finalmente acabar, vc tem a opção de voltar a padaria e repetir o mesmo sabor ou então de escolher um novo. Há tantos tipos de picoles por aí, alguns não combinarão com o seu paladar, mas de certo haverão muitos deliciosos e que te deixarão completamente satisfeita."

E hoje, lembrando disso, vejo o quanto ela tem razão. Eu, particularmente acho que aproveitei o meu picolé até o fim, deixei algumas gotas caírem no chão e também me lambuzei um pouco com as outras, mas me permiti saborear até aquele restinho que fica grudado no palito, mas então, ao voltar na padaria, vi que o sabor no qual eu era viciada estava em falta, me senti frustrada e perdida, mas então, ao abrir o refrigerador, notei que haviam centenas de outros sabores disponíveis, de todos os tipos. Grandes, pequenos, simples, complicados, calóricos, diets. E então me perguntei: "E agora, espero pelo novo estoque do meu favorito ou então experimento outros na esperança de que algum deles seja bom ou ainda melhor do que o anterior?" e no fim, optei por experimentar os novos. Pode ser que futuramente eu me arrependa e sinta falta daquele sabor com o qual eu estava tão adaptada e relativamente satisfeita, mas pode ser também que ao provar um dos novos, eu sinta aquela explosão de prazer dentro da boca, que me faça sentir grata por ter me arriscado em algo completamente novo e desconhecido.

E vc, está satisfeito com o seu picolé?

You Might Also Like

5 comments